Assuntos jurídicos

A readequação do tradicionalismo jurídico: uma nova tendência

Por
Adriano Tadeu Troli
em
11/10/18

Cada vez mais estamos presenciando uma nova tendência em diversos escritórios de advocacia no Brasil – sobretudo em São Paulo. Tais escritórios apresentam-se com uma imagem menos formal, mais próxima ao cliente e possuem uma rotina de trabalho mais flexível, restabelecendo a forma de se desempenhar a assessoria jurídica. Além de reinventar o modo de se prestar o assessoramento jurídico, os “novos escritórios” oferecem serviços tão eficientes e completos quanto um escritório convencional.

É notável que, atualmente, um grande número de clientes se interessa pelo contato direto com os sócios dos escritórios e preferem um atendimento pessoal e humanizado, com toda dedicação focada nos detalhes de cada negócio. Fica cada vez mais evidente que a tendência é personalizar o atendimento para obter a máxima compreensão dos interesses dos clientes e um pleno entendimento dos possíveis desdobramentos dos trabalhos, sempre com a finalidade de maximizar os resultados.

Desde a sua criação a TSR Advogados Associados emprega essa nova tendência em seu atendimento e em suas metodologias de trabalho, apostando na relação de amizade e parceria com seus clientes e participando proativamente de soluções para trazer vantagens financeiras. Dessa forma, a TSR oferece absoluta transparência de todos os procedimentos, envolvendo seus sócios diretamente na busca por melhores soluções para os seus clientes, principalmente em soluções preventivas que acarretam melhor aproveitamento financeiro. Afinal, os clientes não podem ser vistos como fonte de renda, mas como verdadeiros parceiros de negócio.

A aplicação de ferramentas inovadoras durante o trabalho de assessoramento jurídico e tributário, como a utilização de inteligência artificial para o controle de processos judiciais e o uso de um sistema desenvolvido com exclusividade para gerenciar investimentos em precatórios e direitos creditórios, auxilia e proporciona grande eficiência em todos os procedimentos realizados pela TSR.

Essa alteração no comportamento dos escritórios não é exclusividade brasileira. É o que assegura Mariana Horno, gerente sênior de recrutamento da Robert Half, uma das maiores empresas de Recursos Humanos do mundo. Jovens profissionais têm priorizado organizações mais informais. “Ambientes meritocráticos despertam mais interesse. São locais onde o esforço e a velocidade acabam acontecendo de forma mais natural se comparado a ambientes mais burocráticos", afirmou a especialista em Recursos Humanos em uma recente entrevista concedida ao jornal Valor Econômico.

É incontestável que o Brasil é um terreno fértil para advogados. A excessiva burocracia e a alta complexidade jurídica fazem com que o país gaste, anualmente, 1,4% de seu Produto Interno Bruto (PIB) com esses serviços, de acordo com dados do Conselho Nacional de Justiça (CNJ). Atualmente, são mais de 1,2 milhão de credenciados na Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), além de cinco milhões de formados em direito, números que salientam a grandeza da área.

Com todo esse potencial, torna-se cada vez mais importante que os escritórios de advocacia busquem alternativas inteligentes e modernas para atrair clientes e, depois, garantir a eficiência e a transparência em todos os tipos de processos. Em suma, com tantas alterações acontecendo rotineiramente no comportamento dos escritórios de advocacia, é possível afirmar que estamos presenciando, sem dúvidas, uma completa e notável readequação do tradicionalismo jurídico.